• Olá visitante, seja bem-vindo!
    Entrar | Cadastre-se
  • Tempo Hoje
    SP, Araçatuba
    min 22º
    máx 29º
  • Quinta, 29 de Junho de 2017
    • Facebook
    • Twitter
    • Pinterest
    • Instagram
    • Youtube
    • Rss

Notícias / 11 de Janeiro de 2017 14h19

ECONOMIA

Brasil pode registrar maior safra de grãos da história

0 votos
IBGE estima produção de 213,7 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas, aumento de 16,1% em relação a 2016.
Portal Brasil
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus Compartilhe no Pinterest
IBGE destaca que o aumento da produção deve se dar em todas as regiões do país. ( Foto: Divulgação )
O Brasil pode registrar, neste ano, a maior safra de sua história: 213,7 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas. Um aumento de 16,1% em relação a 2016, quando foram registradas 184 milhões de toneladas.

As estimativas indicam que a área total de plantio também tem previsão de ampliação em 1,3% ou 745,6 mil hectares quando comparada à safra anterior, podendo chegar a 59,1 milhões de hectares.

Os dados fazem parte do terceiro prognóstico para a safra deste ano e constam do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de dezembro, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As principais influências desses aumentos são a alta de 9,6% na estimativa de produção da soja (9,2 milhões de toneladas a mais que a safra de 2016) e de 31,0% na produção de milho (19,6 milhões de toneladas a mais que em 2016). Neste terceiro prognóstico, as projeções respondem por 19,6% e as informações de campo já representam 80,4% da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas prevista para 2017.

O instituto destaca, ainda, que o aumento da produção deve se dar em todas as regiões do País, com destaque para a previsão de crescimento de 73% para a safra do Nordeste; 20,5% para o Centro-Oeste; 13,4% do Norte; 11,1% do Sudeste; e 5,8% da região Sul.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários
0 comentários


Comentários via Facebook

2017 © - Atanews